Skip to main content

Search

Search

Title

A sua dieta está a perturbar o seu sistema?

O que come e o modo como come podem realmente afetar a saúde do seu sistema digestivo. O seu organismo pode ser sensível a alguns alimentos ou quando come muito ou demasiado rápido, pode cada um por si só, originar diarreia.

Seja simpático com o seu sistema digestivo

Se tem um intestino sensível, não significa que está condenado a perder. Existem várias coisas que pode fazer para cuidar do seu sistema digestivo e mantê-lo no caminho certo, desde comer mais lentamente, aprimorar uma receita, bem como manter um registo diário do que come.

Bons hábitos alimentares

Apresentamos alguns hábitos alimentares saudáveis que podem ajudar:

  • Comer mais lentamente. O seu estômago demora a informar o seu cérebro de que está cheio. Assim, comer mais devagar significa que é provável que coma menos e, consequentemente, tenha menos para digerir.
  • Mastigar os alimentos. Quando mastiga os alimentos de modo adequado, não apenas abranda o processo de ingestão dos alimentos, mas também está a ajudar o seu sistema digestivo, dando-lhe pedaços mais pequenos de alimentos para decompor.
  • Não engolir depressa. Ao engolir os alimentos, também engole ar, o que pode conduzir a gases presos e uma má digestão.
  • Comer refeições mais pequenas e ligeiras. Refeições grandes e pesadas demoram mais tempo a digerir e fazem com que o seu sistema trabalhe mais.

Alimentos e bebidas desencadeantes

Todos somos diferentes: o que pode provocar diarreia numa pessoa pode não provocar noutra. Assim, apresentamos alguns alimentos que podem provocar diarreia com frequência:

  • Bebidas alcoólicas ou bebida espirituosa: a ingestão ocasional e crónica de álcool afeta a motilidade, morfologia, função de barreira, e microflora intestinal e interfere com a digestão e absorção de nutrientes. Também diminuiem a disponibilidade de ácidos biliares e enzimas pancreáticas que contribuem para a digestão.
  • Alimentos condimentados: Alguns picantes usados em culinária aumentam a permeabilidade do intestino podendo facilitar o processo que origina as alergias e intolerâncias alimentares
  • Alimentos fritos e ricos em gordura: estes vão aumentar a força das suas contrações intestinais naturais à medida que digere e processa os alimentos, o que pode agravar os sintomas de quem sofre de diarreia
  • Excesso de frutas ou vegetais: para algumas pessoas, o consumo excessivo de ameixas, kiwis, feijão, brócolos ou couve pode provocar diarreia.
  • Laticínios: leite, queijo, natas e outros produtos lácteos são conhecidos por causar diarreia em algumas pessoas. Procure alternativas não lácteas, como o leite de amêndoa ou de soja.
  • Café e chá: a cafeína foi identificada como um fator desencadeante da diarreia.
  • Adoçantes artificias: como é o caso do sorbitol, que pode ser encontrado em bebidas dietéticas, doces e pastilhas, e que foi identificado como causador de diarreia. Este é fracamente absorvido pelo intestino delgado e atrai água do organismo para o interior do intestino, o resultado são fezes moles ou aquosas, vulgarmente conhecidas por diarreia. Basta a ingestão de quantidades relativamente pequenas de sorbitol para que haja sintomas gastrointestinais, como gás, inchaço e cólicas abdominais.Analise cuidadosamente os ingredientes que constam nas embalagens. 

Lembre-se, os seus sintomas podem não ser causados pelos alimentos que acabou de ingerir, mas sim pelo que comeu no dia anterior. Pode até não estar relacionado com os alimentos, mas sim com a velocidade, a hora tardia ou a quantidade que comeu.

Como evitar comer alimentos desencadeantes

Se sofre de diarreia que possa ser causada pela ingestão de um determinado alimento, pode tentar identificar o alimento mantendo um registo diário do que come diariamente e de quando tem o sintoma.

Mantenha um registo diário de alimentos

  • Tenha um caderno com espaço para escrever uma página em cada dia.

  • Anote absolutamente tudo o que come, incluindo condimentos, temperos (se conseguir) e bebidas.

  • Anote os seus níveis de stress durante o dia. Pode ficar surpreendido com o seu impacto.

  • Tenha em atenção os padrões de ingredientes. Massas, pizas e sandes são refeições diferentes, mas todas podem conter trigo.

  • Comece de um modo alargado e, depois, particularize os ingredientes. Deste modo, assim que tiver ciente de quais os alimentos com que tem problemas, tente descobrir quais os ingredientes individuais que possam ser os responsáveis.

  • Pense a longo prazo. Ao início, pode não reparar em quaisquer padrões, mas eles surgirão com o tempo e pode discuti-los com o seu médico.

Decompor as refeições problemáticas

Pode ter descoberto que comer esparguete à bolonhesa lhe provoca um episódio de diarreia, mas não sabe necessariamente que ingrediente é o problema. O modo de descobrir é tentar comer o esparguete sem o molho de tomate e vice-versa. O mesmo é válido para todos os tipos de refeições.

Tem intolerâncias alimentares?

As intolerâncias alimentares mais frequentes são:

  • Glúten – uma proteína encontrada em muitos tipos de grãos, incluindo trigo, cevada e aveia
  • Lactose – um açúcar encontrado no leite e noutros laticínios

Não assuma que é intolerante a estes tipos de alimentos; basta que os tenha em atenção.

Se pensa que tem alergia ou intolerância alimentar, dirija-se ao seu médico.

As fibras são um problema para si?

Para algumas pessoas, uma dieta rica em fibras pode provocar diarreia ou agravar os seus efeitos. Contudo, deve ter em atenção que há dois tipos de fibras:

Fibras solúveis. Encontram-se na aveia, nozes, feijão, maçãs e mirtilos. Podem ajudar tanto na diarreia como na prisão de ventre, pois absorvem água e, em caso de diarreia, torna as fezes mais sólidas.

Fibras insolúveis. Encontram-se em sementes, casca da fruta, pão e arroz integrais. Em caso de prisão de ventre podem ajudar o seu intestino a tornar-se mais regular.Tente ter em atenção o que come e aprenda a saber o que funciona melhor consigo.

O exercício físico pode estimular o seu sistema digestivo e ainda aliviar algum stress.

IMODIUM® Rapid dissolve-se rapidamente na sua língua, é perfeito para quando está em viagem.

Os comprimidos de IMODIUM® Plus não só páram a diarreia como também aliviam as cólicas dolorosas, a distensão abdominal e os gases.